Professor Eduardo Basto de Albuquerque

NOTA OFICIAL DA ABHR

A rotação da morte e da vida se reflete no processo das estações. Quando chega o inverno, isso não significa que não há primavera. Na verdade, o inverno é como um sinal de que a primavera está chegando. Isso também vale para a noite e dia. Morte e vida são então os dois lados de uma moeda (Sabedoria Budista)

A ABHR registra com profundo pesar a perda do Prof. Eduardo Basto de Albuquerque, no dia 24 de junho de 2009, quinta-feira, na cidade de Rio Claro – SP.

O estimado Prof. Eduardo foi um dos idealizadores e fundadores da nossa Associação em 1999 e caminhou com a ABHR desde então em todos os seus eventos.

Expressamos o reconhecimento do seu valor, sua presença e sua importância em nome de todo(a)s o(a)s que com ele conviveram em eventos, aulas, cursos, artigos, conversar, publicações, discussões e trabalhos.

A academia brasileira, a UNESP, o campo da História no Brasil e a ABHR foram profundamente enriquecidos com a sua competência acadêmica, sua ética pessoal e singular estima. Estas marcas estavam presentes em todas as suas intervenções intelectuais e pessois, cativando com sua lucidez de idéias todos os seus ouvintes e interlocutores.

Dentro do seu campo de estudos, a História das Religiões e a Teoria da História, sempre atuou com argúcia e com capacidade de dialogar em diferentes áreas do conhecimento. Certamente, ele continuará como referência para gerações de estudantes, professores e pesquisadores no estudo das religiões e das religiosidades em suas complexas manifestações sociais e culturais.
Estendemos nossos sentimentos e apoio amigo à querida Profa. Leila Amaral Marrach de Albuquerque, companheira e co-responsável pela trajetória pessoal, familiar e acadêmica do Prof. Eduardo.

Fraternalmente,
Prof. Lyndon de Araújo Santos
(Presidente da ABHR)

Professor defende primeira livre-docência do Brasil em Ciências da Religião

banca_livre_docenciaO professor Frank Usarski (Pós em Ciências da Religião e Departamento de Teologia e Ciências da Religião da PUC-SP) defendeu, no último dia 22/5, sua livre-docência. A tese O budismo em face do hinduísmo, judaísmo, cristianismo e islã – Uma contribuição para o diálogo inter-religioso do ponto de vista da Ciência da Religião é a primeira livre-docência do Brasil na área de Ciências da Religião.

Na foto, os integrantes da banca: João Décio Passos (PUC-SP), Maria Helena Vilas Boas Concone (PUC-SP), Denise Ramos (PUC-SP), o professor Usarski, Geraldo Paiva (USP) e Jung Mo Sung (Universidade Metodista).

XI Simpósio Nacional da ABHR

O XI Simpósio Nacional da Associação Brasileira de História das Religiões aconteceu entre os dias 25 e 27 de maio de 2009, em Goiânia. Sob o tema: “Sociabilidades religiosas – mitos, ritos e identidades”, o simpósio reuniu estudantes e pesquisadores de diversos estados do Brasil. O evento foi promovido pela Faculdade de História e pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Goiás; pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Católica de Goiás e pela ABHR. Ele também contou com o apoio do CNPq; do Instituto de Pesquisa e Estudos Históricos do Brasil Central; do Centro de Estudos da História da Igreja na América Latina e Caribe – CEHILA e do GT de História das Religiões da ANPUH.