NORMAS PARA GRUPO DE TRABALHO

Prazo de submissão: Até o dia 15 de abril de 2019

Composição do GT:

  1. O GT deve ser composto necessariamente por duas pessoas coordenadoras e entre uma e três pessoas comentadoras;
  2. Uma das pessoas coordenadoras do GT deve ser ao menos doutoranda e a outra pessoa coordenadora ao menos mestranda;
  3. As pessoas comentadoras podem possuir qualquer titulação acadêmica e/ou ser participante “nativa”, não-acadêmica, com experiência empírica sobre o tema.
  4. A direção do GT (Coordenação + Comentadorxs) não deve ser composta apenas por homens.
  5. Pedimos que seja informada a comissão organizadora sobre a participação de pessoas com deficiência no arquivo da proposta de GT para que a mesma disponibilize salas e equipamentos adequados a todas as pessoas participantes das atividades.

Atenção – Não serão aceitas em nenhuma hipótese propostas com: Conteúdo devocional, confessional, proselitista ou religioso (válido para qualquer religião), conteúdo preconceituoso, discriminatório ou intolerante, conteúdo que não seja integralmente original.

Procedimentos para inscrição da Proposta de Grupo de Trabalho (GT):

Uma das pessoas que coordenará o GT deverá encaminhar, em arquivo único de Word, através do e-mail  abhrsudeste2019@gmail.com, a proposta geral do GT conforme orientações abaixo.

  1. A proposta de GT deve ser encaminhada com o título de e-mail: Proposta de GT
  2. O resumo com a proposta geral de GT deve ser encaminhado da seguinte forma:
  3. a) Título do GT: 200 caracteres com espaço, no máximo.
  4. b) Resumo do GT: 1200 caracteres com espaço, no máximo, contendo delimitação do tema, justificativa e objetivos.
  5. c) Três palavras-chave.
  6. d) Nome completo , titulação e vinculação acadêmica de cada participante (Coordenação e Comentadores), com respectivos endereços de Curriculum Lattes e endereço eletrônico.
  7. e) Foto de cada pessoa que coordenará e comentará o GT, para ser utilizada no Caderno de Programação e Resumos e divulgação da atividade on-line e/ou off-line, se aprovada. As fotos serão provavelmente publicadas em preto e branco no caso de Caderno impresso.

Informações gerais:

O número mínimo de trabalhos inscritos e aprovados para que o GT ocorra são seis (6);

O número máximo de trabalhos aprovados em cada GT é dezoito (18);

GTS acolhem propostas de comunicações orais e pôsteres;

É de exclusiva responsabilidade da coordenação do Grupo de Trabalho a aprovação das propostas de comunicações orais e pôsteres e o envio de listas separadas à comissão organizadora no dia determinado pela secretaria do evento. O modelo da lista que deverá ser enviada à secretaria do evento será disponibilizado as coordenações dos GT’s aprovados.

Somente será aceita uma única apresentação por pessoa, em um único GT, em apenas uma categoria (comunicação oral ou pôster, autor/a/e ou coautor/a/e);

A aprovação dos resumos de comunicação oral e de pôster deverão ser feitas estritamente de acordo com as respectivas normas de submissão propostas pela organização do evento;

Não deverão ser aceitos trabalhos (Comunicações Orais e Pôsteres) com caráter religioso, confessional, proselitista, devocional; preconceituoso, discriminatório ou intolerante; plagiado integral ou parcialmente;

A elaboração da sequência desejada de apresentações deverá ser feita pela coordenação de GT e encaminhado à comissão organizadora também no dia informado pela secretaria. Ressalta-se que a sequência proposta poderá ser adaptada conforme as necessidades logísticas e organizacionais do evento;

A organização das apresentações poderá ser feita de dois modos: 1- 5 comunicações orais e um pôster por dia ou 2 –  6 comunicações orais por dia;

Caso o GT apresente muitos trabalhos inscritos e aprovados será disponibilizado duas alternativas a coordenação do GT: 1 –  A criação de uma sessão extra ou 2 – A duplicação do GT. A comissão organizadora irá analisar individualmente cada caso e entrará em contato com as coordenações em que tal situação ocorrer;

No caso da não consolidação do GT, se houverem propostas de comunicações orais e pôsteres aprovados, a comissão organizadora sugerirá que as mesmas sejam enviadas a outros GTs;

O evento não garante e nem provê nenhum tipo de financiamento às pessoas que encaminharem propostas ou às pessoas convidadas pelas mesmas. Ao encaminharem propostas, tais pessoas se comprometem a garantir seus próprios recursos para participarem do Simpósio.

Não será emitida certificação em circunstância alguma para pessoas que não participarem efetivamente do Grupo de Trabalho, quer seja na condição de Coordenação, de Comentarista, de Apresentador/a/e de Comunicação Oral ou de Pôster.

Pessoas que não participarem presencialmente do Grupo de Trabalho na condição de comunicadoras não terão o direito de publicarem textos completo nos Anais on-line do Simpósio (publicados na Revista PLURA – Revista de Estudos de Religião da ABHR).

 

Atribuições da coordenação de GT:

É de inteira responsabilidade da coordenação a condução do GT nos dias em que ele ocorrer;

Solicitar que tanto as pessoas apresentadoras quanto as ouvintes assinem a lista de presença nos dias em que o GT ocorrer;

Controlar o tempo disponível para cada apresentação;

Coordenar e fomentar o debate entre as pessoas participantes do GT;

Escolher um dos pôsteres do GT, caso haja pôsteres, para concorrer à seleção do prêmio de melhor pôster;

Assinar a lista de presença nos dias em que o GT ocorrer.

 

Atribuições das pessoas comentadoras de GT:

Auxiliar as pessoas coordenadoras do GT;

Assinar a lista de presença nos dias em que o GT ocorrer;

Comentar criticamente os trabalhos apresentados;

Estimular reflexões e discussões entre as pessoas participantes do GT.